domingo, 10 de março de 2013

Doce ironia...


A vida é engraçada. Você nunca é, de fato, alguma coisa. E sim, está. Você não é bonito, você não é rico, você não é carinhoso. Você está bonito, você está rico, você está carinhoso. Uma hora, tudo isso acaba. Não de uma hora pra outra (ou sim), mas tudo na vida é uma questão de estar. Pra ser de fato uma coisa, você tem que ser 24h por dia, 7 dias por semana, até o fim dos tempos. Ninguém é nada. Eu não sou nada. Você não é nada. Eu estou muitas coisas, mas não sou nada. Assim como você. Porém as circunstâncias acabam nos fazendo acreditar que somos demais, somos de menos. Mas não se equivoquem... Não somos absolutamente nada.
A vida gosta de pregar peças também. Ela é uma criança mimada que gosta de ver o circo pegar fogo. Sabe aquela sensação de que está tudo exatamente no seu devido lugar? Muito cuidado. Se as coisas estão indo muito bem, é porque você está fazendo algo errado. Ou então é a vida se preparando pra dar o bote. Sabe aquele dinheiro que você vem juntando há tempos pra comprar aquele tão sonhado carro? Pode ter certeza que vai acabar surgindo um imprevisto onde você vai ter que aplicar todo o montante. E você vai se revoltar com a vida. Isso a deixa bem feliz. E quando seu relacionamento está indo de vento em popa, e uma das duas partes acaba conhecendo alguém num dia aleatório que, sem mais nem menos, a encanta de tal forma que faz seu cérebro entrar em parafuso? Existe isso de amar uma pessoa incondicionalmente e se sentir atraída por outra de uma forma inexplicável? A vida adora isso, dúvidas cruéis. Ela se diverte colocando as pessoas nos seus limites, e ela sempre vai dar um jeito de nos fazer questionar tudo aquilo que temos certeza que é o certo. A vida sempre vai arranjar uma brecha para apresentar o errado como a melhor saída. Ela tem humor negro.
Com certeza os que sofrem com a síndrome de Poliana vão me achar negativa ao extremo. Que péssima visão eu devo ter da vida pra eles. Mas eu discordo. Eu simpatizo com essa linha de raciocínio onde todo o mal que acontece tem um lado bom. Eu só tenho uma visão muito peculiar sobre a vida. A vida te desafia. Ela te coloca à prova de tudo. Testa seu psicológico até sua mente gritar de dor. Se dá bem quem consegue passar no teste com um sorriso no rosto, sem se transtornar com nada. Quem zera a vida são aqueles que não deixam pra amanhã o que podem deixar pra lá.
A vida é uma puta. Se engana quem acha que ela é um mar de rosas. Mas eu gosto dela. A minha vida, pelo menos, tem me colocado em situações que eu não trocaria por nada. Situações que eu acabo achando graça no final. Sabe aquele tipo de coisa que você sempre jurou pra si mesmo que nunca faria? Não deixe a vida saber disso. Aprenda a esconder seus segredos de si mesmo, porque ela sempre vai dar um jeito de fazer você queimar sua língua.
A vida é uma ironia em forma de dias...

Um comentário: